Por onde começar (2/3)

Você tem o costume de comprar ativos ou passivos? Descubra agora!

“Não confunda os muito ricos com os novos ricos. Estes tem apenas uma grande renda, que um dia pode acabar, e quando acaba, toda a riqueza desaparece, enquanto os muito ricos entendem profundamente os mecanismos financeiros e com isso sabem gerar fortunas.
Os muito ricos fazem seu esforço seguir sua inteligência. Os outros fazem sua inteligência seguir seus esforço”.
Ronaud Pereira

O mais importante na arte de construir riqueza é saber como utilizar o seu dinheiro. Você possui duas opções: comprar ativos ou comprar passivos. Por isso vou definir para você o que vem a ser esses dois tipos de bens.

Passivos acabam com seu dinheiro.

Quando você compra um passivo, você está adquirindo uma nova despesa, ou seja, aquele bem não só reduziu a sua riqueza naquele momento como continuará reduzindo a medida que o tempo passa. Um passivo tem o poder de fazer você gastar mais e mais mesmo depois de já ter sido pago. Quer um exemplo? Seu carro. Você pagou por ele, mas continua a gastar, tem IPVA, seguro, desvalorização, gasolina, reparos, etc. Por mais que o banco considere seu carro na hora de avaliar seu padrão de vida, nesse caso ele não passa de um passivo que vai consumindo parte do seu dinheiro aos poucos.

Construa ativos que geram rendam.

Já o ativo é um bem que depois que você adquire, passa a gerar receita, ou seja, você começa a ganhar dinheiro com ele. Quer um exemplo? O carro do taxista. Ao contrário do seu carro, o carro do taxista gera renda pra ele, e mesmo que ocorram todos aqueles gastos, normalmente a receita supera as despesas e assim ele tem um ativo que está construindo riqueza pra ele. Melhor ainda se ao invés de trabalhar com o taxi, ele estiver pagando alguém pra trabalhar no taxi pra ele, ou seja, além de poder ter mais de um taxi, ele terá vários ativos gerando renda pra ele.

Vou fazer outra comparação para que você entenda melhor. Quando você compra sua casa própria ela vira um passivo pra você, pois você terá manutenção, IPTU, e outros gastos que tiram dinheiro de você. Contudo, quando você compra uma casa para alugar, você receberá um rendimento mensal que cobrirá os custos e ainda sobrará dinheiro para você. Eu, particularmente, não gosto desse tipo de investimento, pois conheço pouco de imóveis e acredito que existam muitos outros que rendem mais, mas cabe a você julgar qual o melhor tipo de investimento pra você.

Veja bem, não estou dizendo que você deve passar a vida inteira sem comprar passivos, de forma alguma. O que quero dizer é que antes de começar a adquirir passivos você deveria pensar em construir riqueza, ou como gosto de chamar, colocar seu dinheiro para trabalhar pra você. Assim, com o rendimento que seus ativos promovem você compra seus passivos, pois, independente de qualquer coisa, sua renda continuará crescendo e você poderá aproveitar melhor as coisas que você gosta, sem se preocupar se seu salario será suficiente no final do mês.

Quando você constrói uma carteira de ativos financeiros, passa a gerar renda residual, aquele tipo de renda que independente de você estar trabalhando diretamente nela, você recebe todo mês. E é graças a esse tipo de renda que você pode conquistar a liberdade financeira. A liberdade chega quando seus ativos geram mais renda do que você precisa para sobreviver com o estilo de vida que deseja.

Aqui termino a segunda parte, no último post dessa série irei contar formas de alavancar seu dinheiro para acelerar a construção de ativos. E irei mostrar também quais são os tipos de ativos mais comuns que você pode construir.

Espero ansionsamente saber o que você achou com o seu comentário abaixo…

Que tal tirar pequenas aposentadorias ao longo da vida?

Saiba como fazer para viver a vida durante toda ela.

Eu sei que até o momento eu falei apenas em acumular riqueza e viver o resto da vida de rendimentos, mas recentemente eu tive contato com uma filosofia que mexeu comigo e abalou as estruturas dessa forma de pensar: miniaposentadorias. Pra que esperar o fim da vida para aposentar se você pode ter miniaposentadorias durante toda a sua vida?

A ideia do autor do livro “Trabalhe 4 horas por semana” é simples, aprenda a render mais em menor tempo e aproveite o restante das horas para curtir a sua vida. Fiquei apaixonado e entusiasmado com essa possibilidade. Só o fato de pensar diferente já me atrai e ainda não ter que esperar passar toda minha vida para curtir o meu dinheiro, espera aí?! É o PARAÍSO.

O segredo está atrás da internet, o proposto é que você encontre fontes de renda que podem ser administradas de qualquer lugar do mundo que possua uma boa conexão de internet. Dessa forma você pode executar seus serviços nos lugares que você tem vontade de conhecer. Durante parte da sua semana você rende o que levaria a semana toda para executar em um emprego tradicional de 8h por dia. No restante do tempo você conhece lugares, pratica esportes, aprende outras línguas, qualquer coisa é possível, o tempo é todo seu, faça dele o que bem entender! \o/

Esse é um conceito de vida que se baseia em duas coisas, construir uma empresa que não dependa 100% de você (uma das principais características citadas pelo Robert Kyosaki no seu livro Negócio do Século XXI) e otimizar seu tempo de forma a render o máximo possível no menor tempo. É tudo uma questão de educação, o que Tim Ferris prega é que é preciso educar as pessoas a sua volta para não dependerem o tempo todo de você e educa-las a só lhe procurar nas horas realmente necessárias.

Através da internet é possível construir diversos negócios escalonáveis e administráveis à distancia. Um bom exemplo é a forma como o Érico Rocha, empresário brasileiro, toca suas empresas administrando tudo e todos via internet. Inclusive foi por causa do livro que ganhei dele em um de seus eventos que tive conhecimento deve mundo novo das miniaposentadorias.

Uma outra forma de construir riqueza e ao mesmo tempo poder viver miniaposentadorias é o Marketing Multi Nível, esse tipo de negócio é baseado em um estilo de trabalho part-time e, em algumas empresas, é possível fazer tudo via internet. Vale a pena pesquisar. Se você não conhece, mas ficou curioso em saber como fazer, me manda um email em contato@melhorquesobrinho.com.br.

Meu objetivo com esse post foi só deixar uma opção diferente para as pessoas que querem viver como milionários mas não querem esperar a total liberdade financeira. Deixe seu comentário se quiser trocar uma ideia sobre o livro dizendo qual a parte que você mais gostou!

Livro: http://goo.gl/HpOen

Encontre trabalhadores que rendem 24h por dia e não te cobram nada por isso!

Coloque o dinheiro para trabalhar pra você.

Hoje vou falar sobre renda passiva. Você sabe o que é isso?

Eu aprendi a pensar em renda passiva quando li o livro Casais Inteligentes enriquecem juntos do Gustavo Cerbasi, mas aperfeiçoei em minha mente o conceito ao ler o livro do Robert Kiyosaki, Pai Rico Pai Pobre, que fala de uma forma mais “bonitinha” sobre isso lhe ensinando como colocar o dinheiro para trabalhar pra você 24 horas por dia, sem te cobrar nada.

Quando percebi que poderia colocar o dinheiro para trabalhar pra mim ficou muito mais fácil poupar, pois sabia que aquele dinheiro iria gerar uma renda maior pra mim aos poucos e em um futuro próximo poderia inclusive superar minha renda principal. Assim, vira vício, você começa a ver que não precisa vender seu tempo e pode usufruí-lo da melhor maneira possível, com amigos, família, hobby ou praticando esportes…

Vamos ao conceito: renda passiva é um tipo de ganho gerado do próprio dinheiro, isto é, você não precisou trabalhar diretamente, vender seu tempo, para que ele pudesse ser gerado. Simples assim, por exemplo, se você tem um imóvel alugado, o aluguel mensal recebido é uma renda passiva, você não precisou vender o seu trabalho para recebe-lo. Eu particularmente não gosto de imóveis, mas é uma questão pessoal, existe muita gente que vive à base de alugueis.

Existem diversas formas de gerar renda passiva: dividendos pagos por empresas, juros de capital investido, lucro do seu próprio negócio, juros do tesouro direto, etc. O importante é o valor gerado ser superior à inflação, se não, na verdade você estará perdendo dinheiro.

Ante de resolver investir, tenha em mente que você precisa entender bem sobre aquilo que vai fazer, eu, por exemplo, resolvi fazer um MBA em Mercados de Capitais depois de alguns tropeções na Bolsa de Valores, e lá conheci uma outra infinidade de investimentos igualmente bons mas que demandam um bom estudo para poder utilizar. O maior investimento da sua vida é na sua educação, mas não estou dizendo em educação formal, e sim educação financeira.

Existem algumas escolas que te pagam para você aprender a ser empreendedor, mas sobre isso eu falarei em outro post que esse já tá longo de mais.

Espero que tenha contribuído para deixar você com vontade de aposentar as chuteiras e colocar o dinheiro pra trabalhar no seu lugar… Eu já comecei… e você, vai começar quando?

Saia do Vermelho

Saia do Vermelho

O primeiro passo que tomei em 2006 quando cheguei ao fundo do poço foi tomar consciência da importância do controle financeiro. Passei praticamente 2 anos e meio com um rendimento mensal médio inferior a um salário mínimo. Contudo, esse momento foi crucial para rever meus princípios e aprender a viver com o pouco que ganhava. Comecei a estudar alternativas de ganhos e também como economizar mais dinheiro para poder sair do vermelho. O primeiro passo que você deve dar é fazer todo o seu balanço de receitas e despesas, e monitorar por onde o dinheiro está saindo. Feito isso fica mais fácil tomar decisões. Não espere que será simples e indolor… Pense que é um mal necessário e passageiro, mas será o alicerce para sua liberdade financeira mais tarde.

Depois de pagar todas as dívidas, comecei separando em torno de 10% do meu rendimento para investimentos, hoje chego a separar em torno de 50%. E quem pensa que vivo regrado de conforto está enganado, o segredo está em manter um padrão de vida confortável mas sem exageros e acreditar no sucesso mantendo sua mente e seu corpo atentos para qualquer sinal de oportunidade para melhorar de vida.

Essa é a primeira dica que quero deixar pra você. Se gostou deixe seu comentário. Tem um história parecida? Conte-nos, é compartilhando experiências que criamos um círculo de sucesso.

Vídeo de Boas Vindas

Oi pessoal, esse é meu vídeo de boas vindas ao meu blog, nele conto um pouco da minha história e falo do objetivo desse blog que é apresentar caminhos, dicas e segredos sobre como conquistar a tão sonhada liberdade financeira e o primeiro milhão. Aqui vou falar também sobre o conceito de miniaposentadorias, renda residual e tantas outras coisas presentes no dia-a-dia dos ricos que nós, pobres mortais, não estamos acostumados. Espero que curta, participe comentando e compartilhando. Deixe suas experiências, sucessos e fracassos, dicas bibliográficas, etc. Vamos construir uma rede de pessoas bem sucedidas ávidas por sucesso! Seja bem vindo!